Atualmente estamos tão direcionados a resolver problemas de um jeito complexo, que às vezes esquecemos de fazer uso de técnicas simples de estatística. Existem situações em que organizar os dados e distribuí-los em uma tabela de frequências pode nos dar uma boa noção do que está acontecendo. Você provavelmente sabe que o Diagrama de Pareto, a regra 80/20 e a Curva ABC são muito utilizados em diferentes situações onde se pretende ter o máximo de retorno com o mínimo de esforço. Mas você usa essas técnicas diariamente? É sobre isso que vamos falar.

As técnicas citadas são um pouquinho diferentes, mas acabam se juntando, e passando a percepção de que são as mesmas coisas. Eu não vou ficar detalhando cada uma das técnicas porque a internet está cheia de textos explicando. O objetivo aqui é fazer um breve resumo do que é, para que serve e como funciona. Comentar aplicações do dia a dia, fazer algumas considerações das técnicas e concluir com o que eu acredito ser o mais importante.

O que é

O Diagrama de Pareto é uma técnica simples de estatística que auxilia na tomada de decisão. Geralmente suas análises são utilizadas para definir prioridades na solução de problemas ou correção de defeitos. Esta técnica tem origem no Princípio de Pareto, e estabelece que uma pequena parcela de itens do seu estudo é responsável por quase todo o seu resultado.

Por exemplo, para administrar a qualidade dos produtos durante uma fabricação é preciso ter controle sobre a produção, e identificar falhas no processo que podem acarretar em produtos não conformes. O Diagrama de Pareto auxilia da identificação das causas que geram as falhas, e estabelece que a maior parte dos prejuízos é causada por um número relativamente pequeno de defeitos, ou seja, de acordo com a teoria, pode-se dizer que:

20% dos defeitos são responsáveis por 80% dos prejuízos.

Esse conhecimento é muito útil para tratar falhas no processo, identificar pontos de melhoria e definir quais planos de ação devem ser priorizados. Teoricamente, para estatísticos, analistas de dados, engenheiros e administradores, esse é um gráfico muito simples, mas que tem sua utilidade.

Basicamente, ele é composto por uma sequência de barras que ordenam as frequências dos eventos em ordem decrescente; e uma linha sobreposta sobre as barras, que sinaliza o acúmulo dos eventos em percentual.

A porcentagem acumulada das ocorrências permite direcionar ações para solucionar os problemas que levam um negócio ao fracasso

Você conseguiu identificar quais são as causas?

Você conseguiu identificar quais são as causas?

Concentre-se no que realmente importa, e obtenha resultados muito mais significativos.

Para que serve

O Diagrama de Pareto, a regra 80/20 ou a Curva ABC, seja qual for o nome que você dê a técnica utilizada, serve para você focar nas coisas que realmente importam, e não gastar recursos, pessoas e tempo em ações que geram pouco impacto. Você já parou para pensar em quantas ações nós tomamos por dia, que demandam muito esforço da nossa parte, mas que no final causam um pequeno impacto no resultado? Pois é esse cenário que queremos mudar.

Com a aplicação dessa simples técnica estatística você estabelece uma ordenação nos itens (causas) mais importantes, e que merecem uma atenção imediata, pois são eles os responsáveis pela maior parte do seu problema ou solução.

Com a sua utilização é possível compreender a relação entre causa e efeito. Esse conceito é muito utilizado em indústrias e controles de qualidade de produtos e serviços

Você pode até se perguntar por que eu estou falando sobre algo relativamente simples para você. Eu diria que por ter solucionado, junto com uma equipe, dois problemas recentes apenas aplicando o Princípio de Pareto e a Curva ABC foram suficientes para eu perceber o como estamos obstinados a resolver problemas de forma complexa, muitas vezes sem necessidade.

O princípio de Pareto mostra a relação desigual entre causas e efeitos, permitindo a localização de problemas vitais, priorizando as atividades e eliminado perdas futuras.

Minha pergunta é simples: será que estamos olhando para o que realmente importa dentro da organização? Quais são os processos e as atividades chaves que geram prejuízo e fazem o negócio fracassar na empresa que você trabalha?

Como funciona

Basicamente, eu costumo dividir a construção do Pareto (regra 80/20) ou curva ABC em três passos:

  1. Determine o objetivo do diagrama. O que você quer investigar?
  2. Defina o aspecto da variável (categoria) a ser investigada, e deixe claro como os dados serão classificados.
  3. Calcule a frequência de eventos para cada categoria, a frequência acumulada, a porcentagem absoluta e acumulada.

Com essa descrição é possível construir uma tabela como essa, por exemplo:

table-pareto-frequency-oestatistico

Perceba que neste exemplo hipotético, as três primeiras categorias representam 80% dos prejuízos.

Depois de fazer uma tabela, basta plotar os dados em um gráfico com barras e linha dispostas em dois eixos. O eixo à esquerda representa a frequência de eventos, e o eixo à direita, representa a porcentagem acumulada. Se você ficou na dúvida, volta um pouquinho o texto, e observe a imagem do Diagrama de Pareto.

Aplicações de Pareto

Podemos aplicar o princípio de Pareto em praticamente tudo. Mas existem setores que se destacam na utilização da técnica, como o setor da indústria. Lembro-me bem, o período em que eu trabalhei em uma empresa de consultoria em automação industrial, e visitava indústrias em uma boa parte do Brasil. Sim, estatístico também pode trabalhar no ramo de engenharia industrial.

Mas a questão é que ao visitar algumas indústrias, como por exemplo, a Hyundai, a Parmalat, JBS, Cocamar, Votorantim e a Coca-Cola, era fácil perceber o quão preocupado com a qualidade as empresas são, e como elas aplicavam a técnica para identificar falhas nos processos.

A Coca-Cola, por exemplo, é uma empresa que dificilmente para seu processo de fabricação por causa de falhas. A companhia identifica e corrige em tempo real. Foi fascinante, quando pude acompanhar o processo de fabricação, e entender como ele tratavam produtos não conforme, como por exemplo, latas e garrafas foram do peso de comercialização. Você já viu a fabricação de bebidas? Dá uma olhada nesse curto vídeo da fabricação de Coca-Cola.

Com Diagrama de Pareto podemos chegar a conclusões determinantes sobre os processos executados nas empresas, como por exemplo, dizer que 20% da automação no processo de fabricação de Coca-Cola é responsável por 80% das perdas do produto. Quer um exemplo do dia a dia? Que tal, saber que 20% das ruas de sua cidade ficam com 80% do tráfego. E se as seguradoras de automóveis dissessem que, 20% dos condutores de automóveis causam 80% dos acidentes.

O princípio de Pareto está no seu dia a dia de forma inconsciente, e talvez você não perceba. Quer ver? Sabe aquele momento em que você está na sala de embarque do aeroporto, lotado, voo atrasado, e começam a chamar aqueles 20% (ou menos) de clientes que possuem cartões diamante, safira, black, VIP? Pois é! Esses 20% provavelmente representam 80% das companhias aéreas, e já voaram mais do que todo mundo que está no avião.

Está convencido de que é importante usar a técnica em algumas ocasiões? Então eu tenho considerações importantes a fazer.

Considerações

Sempre que você for usar a técnica, eu recomendo a observação de alguns pontos muito importantes:

  1. Não colete dados em curtos períodos de tempo, a não ser que a sua variável tenha muitas observações em um intervalo pequeno. Períodos curtos de tempo podem não ser representativos do seu processo como um todo.
  2. Selecione as variáveis (categorias) cuidadosamente. Se sua análise de Pareto inicial não tiver resultados satisfatórios, assegure-se de que suas categorias sejam significativas.
  3. Lembre-se sempre: o objetivo de uma análise de Pareto é obter uma recompensa máxima a partir esforços mínimos.

Conclusões

Confesso que não sou um usuário assíduo da técnica, mas reconheço que eu poderia ter resolvido problemas de outra forma, se tivesse feito um gráfico de Pareto antes, e conhecido a real causa do problema.

Com a utilização de Pareto, regra 80/20 ou Curva ABC podemos facilmente identificar os itens mais problemáticos em processos dentro de empresas, e reduzir custos com pessoal, recursos e tempo. Que empresa não gostaria de resultados como esses?

O Princípio de Pareto, a regra 80/20 ou a Curva ABC é a chave para o sucesso dos seus processos que fracassam, e você não consegue identificar quais são os problemas.

Todo mundo deveria usar o princípio de Pareto, a curva ABC ou a regra do 80/20 no âmbito profissional e pessoal.

Um abraço, e até semana que vem!

 


Fontes

Lavinsky, Dave. “Pareto principle: How to use it to dramatically grow your business”. Forbes, January 20, 2014: http://bit.ly/2fUABrB

Amplie seu conhecimento

Sauro, Jeff. “Applying The Pareto Principle To The User Experience”. Measuring U, September 12, 2012: http://bit.ly/2f1DgQz

Material usado

Imagem do Diagrama de Pareto: http://bit.ly/2fSZMa6

Siga-nos nas redes sociais

Facebook: https://www.facebook.com/oestatistico

Twitter: https://twitter.com/oestatisticoweb

Instagram: https://www.instagram.com/oestatistico

Pinterest: https://br.pinterest.com/estatisticoblog