Select Page

Você é Estatístic@ antenado?

Você é Estatístic@ antenado?

Por Wagner Pinheiro (profissional convidado) *

A dinâmica do mercado profissional é veloz e exige de cada “colaborador” múltiplas habilidades e conhecimentos. Sim, prezados leitores sejam bem-vindos, vivemos a era da economia do conhecimento, onde espera-se que os profissionais sejam multitarefas. E o profissional de Estatística não está alheio às exigências de mercado. Entender de computação, matemática, economia, administração e mercado são determinantes para sua contratação.

Pensando nesse cenário, o Conselho Regional de Estatística da 6ª Região (MG) – CONRE 6, em parceria institucional com a Brasil Produções e apoio de diversas instituições da área Estatística, realizarão nos dias 01 e 02 do mês de junho de 2017 o Congresso de Estatística, CONE 2017. A intenção é fomentar e propagar a atuação do profissional em estatística nas mais diversas áreas.

Temas atuais e relevantes para o mercado, tais como Big Data, Business Intelligence (BI), Produção de Estatísticas Oficiais e Database Pooling são abordados sobre a perspectiva das competências e atribuições que um Estatístico pode desenvolver. Serão painéis de discussões com quem entende dos temas; representados por profissionais da estatística atuantes no mercado e na academia. Aqui no blog, as matérias relacionadas aos temas do CONE serão abordadas nos próximos dias, mas antes precisamos nos atentar a uma curiosidade.

Não é raro encontrar no mercado vagas com a seguinte descrição: “Atividades a serem desenvolvidas: participar da formulação do problema, elaborar hipóteses de resolução, desenhar pesquisas qualitativas e quantitativas, participar de todo o processo de grandes bases de dados gerados em relação ao problema avaliado, analisar diversas fontes de dados para comparação e buscar soluções para o problema enfrentado”.

Essa descrição de atividades parece familiar, não? Se você for das áreas de computação, estatística e matemática computacional essa descrição faz ainda mais sentido! Cada item dessa descrição refere-se às exigências para uma vaga de emprego. Na verdade, o texto é uma mistura de várias descrições para a vaga de emprego de um profissional específico. Seria esse profissional da computação, da estatística ou da matemática computacional? Não. A vaga demandada pelo mercado é para um Data Scientist ou Data Analyst ou Business Analyst (ou simplesmente Analyst).

Diante disso, qual a atuação de mercado do profissional em estatística em todo esse cenário? Um profissional em estatística possui as habilidades descritas? O estatístico consegue atender às demandas do mercado? Se não possui, onde e como obtê-las?

Sim, são vários questionamentos. O que você pretende fazer a esse respeito? Participar de eventos que proporcionam discussões a respeito da Estatística com um direcionamento que alia mercado e academia me parece um bom começo. Venha fazer parte desse processo e vamos mostrar que um Profissional de Estatística, além de antenado, é um Cientista de Dados desde criancinha.

* Wagner Pinheiro

Estatístico, Mestre em Estatística Aplicada e Biometria, Doutorando em Estatística Espacial, Conselheiro do CONRE-6. Atua no segmento de educação desenvolvendo atividades que abrangem o ensino da estatística, tais como: noções de métodos estatísticos, elementos de probabilidade, amostragem e testes de hipóteses.

Para conhecer mais do seu trabalho, acesse o LinkedIn do Wagner Pinheiro.

Um abraço e até o próximo texto!


Amplie seu conhecimento

“Qual é o papel do estatístico do futuro”, Raniere Ramos, Blog O Estatístico (9 de março de 2017).

“Estatístico: Uma Carreira de Possibilidades”, Raniere Ramos, Blog O Estatístico (18 de maio de 2017).

“O Trabalho do Estatístico mudou”, Raniere Ramos, Blog O Estatístico (15 de março de 2017).

“5 Habilidades para você desenvolver em 2017”, Raniere Ramos, Blog O Estatístico (13 de dezembro de 2016).

Material usado

Imagem dos alunos: http://thisisstatistics.org/students/

 


  • Suzi Segat

    Venho acompanhando seu trabalho no blog faz algum tempo, e cada vez mais fascinada com a estatística e o que ela pode fazer!! Ainda mais quando comecei a fazer estágio com pesquisa na área de ADM. Agora te pergunto? Como posso agregar valor na minha formação de Administração aprendendo estatística? Vale a pena fazer outra graduação, no caso o curso de estatística depois de ADM? Ou vale a pena aprender cursos extra curriculares, como programas de estatísticas? Ou se especializar em estatística? Porém se for se especializar na área, não estaria faltando base de conhecimento de estatística pura já que na graduação é fraca a abordagem dela. Grande Abraço!! E gratidão por partilhar seus conhecimentos! Foi através de seu blog que comecei a ver essa área com outros olhos e a vontade de cursa-la é enorme!!

    • Olá Suzi! Muito obrigado por acompanhar nosso trabalho. Seu feedback nos deixa muito feliz!
      Minha recomendação inicial é para que você estude os livros que aplicam estatística na administração. A princípio tenho duas recomendações:

      1. Estatística Aplicada à Administração e Economia (David R. Anderson; Thomas A. Williams)
      2. Estatística Aplicada: Economia, Administração e Contabilidade (John E. Freund)

      Você pode começar estudando conceitos de estatística descritiva (análise exploratória dos dados), probabilidades, técnicas de amostragem. Aplique o conhecimento no seu dia a dia. Esse livros possuem muitos exemplos que eu acredito que você conseguirá replicá-los.

      Depois foque em cursos extracurriculares (pode ser online mesmo) para aprender a utilizar programas e linguagens de programação de análise de dados, como o R, Tableau e PowerBI.

      Depois pense em alguma especialização ou pós que utilize bastante estatística para você incorporar ainda mais o conceito. Com essas dicas você conseguirá aplicar estatística no seu dia de trabalho e até na sua vida.

      Mas se você quiser se tornar uma estatística, além de ser usuária da ciência, é claro que eu recomendo fortemente que faça uma graduação de bacharelado em estatística.

      Eu me apaixono todos os dias por ela e muitas vezes sofro por não usá-la no trabalho com a intensidade que eu gostaria.

      Grande abraço e continue nos acompanhando.

Raniere Ramos


Estatístico, Blogueiro, Conselheiro do CONRE-4, aspirante a palestrante. Louco por constante aprendizado. Minha missão é promover a estatística de um jeito simples, divertido e ao alcance de todos, como você nunca viu antes.

Assine!

Comentários recentes

Instagram

Twitter

Arquivos

Pin It on Pinterest

Shares
Share This