Select Page

Nossas Escolhas

Nossas Escolhas

Escolha: ato ou efeito de escolher; seleção. Possibilidade de selecionar uma coisa entre duas ou mais opções.

O fato é que escolhemos o tempo todo: acordar na hora programada ou ativar a função “soneca”; sair com os amigos para aquela happy hour ou praticar atividades físicas; comer mais saudável ou comer comida industrializada; ir de carro para o trabalho ou ir de transporte coletivo. Diariamente, você e eu fazemos muitas escolhas.

O Blog

Há pouco mais de dois anos e meio, eu decidi fazer o blog com o objetivo de motivar pessoas a estudar estatística. Estudo bastante para introduzir conceitos básicos e relatar aplicações de estatística nas mais diversas áreas. Recomendo a busca por mais conhecimento e sugiro novas formas de investir na sua carreira. Para você descontrair e aprender se divertindo, sugiro bons livros, filmes, podcasts, vídeos e até tirinhas em quadrinhos.

O blog gerou oportunidades para eu aprender com o mundo inteiro e compartilhar o conhecimento com você. Falamos sobre tendências do mercado de trabalho e como se preparar para o futuro. Conectamos conceitos de Ciência de Dados, Big Data e Banco de Dados para você ampliar seu conhecimento com as novas tecnologias que surgem a todo momento.

Sem que eu percebesse, novas oportunidades surgiram: fui convidado para dar palestras em Congressos de Estatística e semanas de Estatística em Universidades distribuídas pelo Brasil afora; chamado para participar de mesas redondas; escrever em outros blogs e sites; conceder entrevistas; visitar empresas; desenvolver projetos com startups; dar aulas em faculdades; e até escrever livros. Tudo isso é fantástico!

Sou e serei eternamente grato por tudo que construímos juntos nesse tempo. Todo esse aprendizado me fez querer aprender mais; e continuar a jornada de compartilhar tudo o que for possível.

Minha escolha

Pessoalmente e profissionalmente eu cresci tanto com o blog, que decidi encontrar um ressignificado para tudo que eu estava vivendo. Por isso, seis meses atrás, eu fiz uma escolha que mudou minha vida significativamente desde que eu resolvi escrever e expor minha opinião socialmente: “eu larguei um emprego “seguro” de 7 anos e meio, onde eu estava na zona de conforto, para trabalhar com algo mais inovador, e segundo alguns amigos mais arriscado.

Fui contratado como especialista em análise de dados no mercado de saúde, por uma empresa em Florianópolis, Santa Catarina. Esse marco por si só, já seria suficiente para eu pausar o blog por um tempo. Afinal de contas, eu mudei com toda minha família e algumas ações tiveram que ser feitas: desocupar a casa na cidade que eu morava; encontrar uma nova casa na cidade destino; trabalhar em outra empresa; conhecer uma nova equipe; aplicar outros conhecimentos; ajudar a esposa a ser inserida no mercado; usar dinheiro de reservas para executar a mudança. Ações que requerem muita energia e tempo para executá-las.

Eu sabia que essas escolhas me afastariam do blog por 1 ou 2 meses, mas eu precisava correr esse risco. Então eu decidi que pausar o blog seria um preço a se pagar.

Posso assegurar que coisas boas aconteceram e eu acabei estendendo esse tempo para 4 meses. Não me julgue! Eu já vou explicar o porquê.

Com 30 dias de empresa, eu fui convidado para ser Project Owner (PO) de Big Data e Modelos Preditivos, e então novas responsabilidades vieram. Fiz imersão nos projetos e junto com a Diretoria, mudamos as diretrizes.

Após 20 dias como PO, eu recebi um feedback positivo que mudaria minha carreira mais uma vez em tão pouco tempo: fui convidado para coordenar a equipe de Inteligência da Informação. Assumi a responsabilidade e tenho o privilégio de gerir um time multidisciplinar composto por estatístico, físico, engenheiro, médico, analistas de informação, analista de sistemas, administrador de banco de dados e enfermeira.

Resultado de tudo isso? Aprendi tanto com 5 meses de empresa que não sou capaz de mensurar. Tenho o orgulho de trabalhar com uma equipe de alto nível, dedicada e com uma vontade de aprender, que me surpreende todos os dias. Com certeza, eu não me arrependo das escolhas que eu fiz para chegar a este ponto.

De volta ao blog

Eu sei que esse não é um texto que você está acostumado a ver por aqui. Mas eu achei justo e de bom grado, explicar a você, minha ausência nesses “longos” quatro meses. Sou eternamente grato a você que pediu a volta do blog e que não deixou de acompanhar nossas redes sociais.

Como eu destaquei no começo do texto: Nossas Escolhas. Eu optei por arriscar e encontrar um ressignificado na minha carreira, e essa escolha me fez “abrir mão” temporariamente do projeto “O Estatístico”.

Você provavelmente também já passou por decisões difíceis: continuar a faculdade ou abandonar; fazer estágio ou apenas estudar; morar sozinho ou com amigos; estudar na biblioteca ou em casa; fazer matérias de outras graduações ou apenas do seu curso; estudar no seu país ou fora. Seja qual for a sua escolha, ela terá consequências.

Entenda que independente do seu estágio de vida, escolhas sempre existirão; e o simples fato de não escolher, já é uma escolha.

Então o que fica de aprendizado das nossas escolhas? O que ganhamos? O que perdemos? Da minha escolha, eu aprendi a aprender mais rápido; a fazer gestão de pessoas; a negociar; a gerir projetos; e muito mais. Aprendi também que na próxima transição, eu devo me preparar melhor.

Se você passou por algo semelhante e teve que parar de fazer alguma coisa que gostava, deixa aqui seu comentário. Você pode ajudar alguém que está passando pela mesma situação que você passou.

Desejo que em 2018 possamos aprender muito e continuar compartilhando conhecimento sempre. E que venham novas matérias.

P.S.: Agradeço ao meu amigo Osimar Pereira, que acessa o blog diariamente à procura de novos posts e me motiva a escrever sempre (se fosse por ele, eu já estava em outras mídias). Também não posso deixar de falar do meu amigo Nazareno Junior, que mandou um áudio dizendo que não entendia o porquê eu havia parado de escrever (simplesmente não tive respostas para esta pergunta). Agradeço também à minha esposa que sempre me apoiou a continuar esse projeto e reconhece a importância dele na vida das pessoas.

Raniere Ramos


Estatístico, Blogueiro, Conselheiro do CONRE-4, aspirante a palestrante. Louco por constante aprendizado. Minha missão é promover a estatística de um jeito simples, divertido e ao alcance de todos, como você nunca viu antes.

Assine!

Comentários recentes

Instagram

Twitter

Categorias

Arquivos

Pin It on Pinterest

Shares
Share This