Vou Chamar o ENEM!

O Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) foi criado em 1998 com o objetivo inicial de avaliar a qualidade da educação no Brasil. Essa avaliação é realizada por meio de uma prova aplicada pelo Instituto Nacional e Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), que é vinculado ao Ministério da Educação.

Em 1999, as notas das provas do ENEM passaram a ser utilizadas para acessar o ensino superior, e muita gente (inclusive eu), passou a contar com mais uma ajuda.

Você pode utilizar as notas de quatros formas:

  1. Sisu (Sistema de Seleção Unificada)
  2. ProUni (Programa Universidade para Todos)
  3. ENEM para complementar a pontuação do vestibular
  4. Acesso direto pelo ENEM

Quando eu prestei vestibular, eu utilizei minhas notas para complementar a pontuação, já que a graduação em Estatística estava presente apenas em Universidades Estaduais e Federais (na época não havia iniciativas privadas).

Então chamei o ENEM para somar nas pontuações da Universidade de São Paulo (USP), UNICAMP, UNESP, Universidade de Maringá, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). E deu certo!

Não sou nenhum gênio, mas consegui entrar na lista de espera, que você pode ver logo abaixo:

ENEM para cursar estatística

Em 2018, acompanhei e aconselhei muitos estudantes do ensino médio que tem interesse na graduação em estatística. Sei que muitos deles estavam bem apreensivos com as provas do ENEM e hoje saiu o resultado.

Se suas notas não foram grande coisa, sem problemas; não é o fim do mundo. Eu mesmo prestei o ENEM durante 3 anos seguidos e nenhum deles foi como treineiro. Você pode tentar outra vez.

Mas se você mandou bem (inclusive na redação), e quer realmente usar as notas para cursar estatística vai poder fazer como eu fiz; complementar a pontuação do vestibular; ou, se inscrever no Sisu, destinado para vagas exclusivas em Universidades públicas.

Para ajudar você nessa missão em 2020 ou até mesmo em anos futuros, vou deixar aqui uma lista com todas as universidades, por região, que oferecem cursos de bacharelado em estatística. Lembrando que todos eles são presenciais.


Região Norte

Universidade Federal do Pará

Universidade Federal do Amazonas

Fundação Universidade de Rondônia

Região Nordeste

Universidade Federal do Ceará

Universidade Estadual da Paraíba

Universidade Federal de Campina Grande

Universidade Federal da Paraíba

Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Universidade Federal de Pernambuco

Universidade Federal da Bahia

Universidade Federal de Sergipe

Universidade Federal do Piauí

Região Centro-Oeste

Universidade de Brasília

Universidade Federal de Goiás

Universidade Federal do Mato Grosso

Região Sudeste

Universidade Federal de Minas Gerais

Universidade Federal de Juiz de Fora

Universidade Federal de Ouro Preto

Universidade Federal de Uberlândia

Universidade Federal Fluminense

Escola Nacional de Ciências Estatísticas

Universidade Estadual do Rio de Janeiro

Universidade Federal do Rio de Janeiro

Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”

Universidade de Campinas

Universidade Federal de São Carlos

Universidade de São Paulo (São Paulo)

Universidade de São Paulo (São Carlos)

Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU)

Universidade Federal do Espírito Santo

Região Sul

Universidade Federal do Paraná

Universidade Estadual de Maringá

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Universidade Federal de Santa Maria

Se você achar que é válido, compartilha este post com aquele seu amigo que está pensando em fazer estatística. Tem curso espalhado por todo o Brasil.

Fonte: CONRE 3

E se você é um dos estudantes que foi motivado a cursar e estudar estatística, por causa desse canal aqui; conta aí, que a gente vai querer saber da sua história.